domingo, 23 de março de 2014

Encaixe de marcação

         
           






           Tenho observado alguns jogos, neste Gauchão 2014, e encontrando algumas situações parecidas entre os técnicos, com algumas exceções. O encaixe de marcação é fator crucial entre eles, conhecimento do adversário, e leitura rápida do que a outra equipe poderá fazer durante a partida. Muitas vezes, a melhor alternativa tática para o jogo é não deixar o adversário jogar. Essa poderá ser uma solução inteligente, dependendo das circunstâncias, apesar de parecer ser uma atitude medrosa. O encaixe de jogo, ou encaixe tático das duas equipes em campo, é uma circunstância fundamental para a análise da partida.
             É comum no futebol que as pessoas vejam o jogo somente na perspectiva da sua equipe, já o técnico não pode cometer esse erro. Se ele conhece bem o adversário, poderá até antever situações táticas do próximo jogo para prevenir e posicionar corretamente seus atletas. O encaixe inteligente no adversário favorece a marcação e a fluência do jogo. O técnico pode alterar detalhes no desenho, momentos antes do jogo (ajuste final) sem interferir na ideia geral ou sistema tático, isso é muito utilizado atualmente. Mas durante a partida, que serão aplicadas as melhores soluções para a equipe. Principalmente para o segundo tempo, é muito importante dar uma atenção especial a reorganização tática da equipe.
         Nos últimos 45 minutos de jogo, muitos fatores contribuem para a desorganização do encaixe proposto inicialmente, as substituições, a força do resultado, o desgaste físico e a consequência queda da concentração, além das mudanças de estratégias do adversário, são as principais delas. A leitura de jogo correta é crucial na detecção dos pontos a serem alterados.
           Por fim, a comunicação dos atletas dentro de campo, se orientando e se cobrando, ajuda muito na hora do encaixe da marcação, isso o técnico deve cobrar de seus atletas e incentivá-los a falar cada vez mais.


sexta-feira, 7 de fevereiro de 2014

ESPORTIVO CONSEGUE EMPATE FORA DE CASA

COMANDADO POR JÚLIO CESAR NUNES O ESPORTIVO EMPATA FORA DE CASA - 06/02/2014

O time do Esportivo viajou a Gravataí nesta quarta-feira, para enfrentar o Cruzeiro de Porto Alegre no Vieirão.

O jogo começou equilibrado, mas não demorou muito para a equipe de Bento Gonçalves assumir o controle. Sob novo comando, com mais atitude dentro de campo e com espírito renovado, o time foi para o ataque, buscou o gol desde o início. Devido a essa postura ofensiva, o Tivo dominou o jogo, tendo inúmeras chances de abrir o placar enquanto a equipe do Cruzeiro não conseguiu um chute a gol no primeiro tempo.

No segundo tempo o jogo seguiu igual, até que aos 20 minutos, Cássio entrou no lugar de Fabinho. Troca essa que se mostrou eficiente, pois foi do pé dele que saiu o gol do Esportivo, após bom passe de Robert. Com o placar favorável, o Alviazul administrou o resultado, não deixando nunca de atacar, porém diminuindo um pouco o ritmo. Foi somente em uma jogada de bola parada que o Cruzeiro conseguiu o empate, e esse foi único lance de perigo que eles tiveram no jogo.

Apesar de não ter conseguido os três pontos, o Esportivo mostrou um time competitivo dentro de campo, brigando até o último minuto, no qual Vina quase marcou o segundo gol, com um belo chute colocado, de fora da área.



O Clube agora está voltado para o jogo contra o São Luiz no sábado, que, nas palavras do auxiliar Júlio César Nunes, será a primeira das nove finais que teremos pela frente.



Ficha Técnica:



Esportivo: Vinícius, Afonso(Thiaguinho), Wallinson(Luther), Reginaldo, Baroni, Agenor, Carlinhos, Vina Fabinho(Cássio), Clayton e Robert.

Gols: Cássio.



Cruzeiro: Fabio; Thiago Mattos, Carlão, Claudinho, Jeânderson (Douglas), Reinaldo, Vânderson, Alexandre (Marcio Bambu), Matheus, Leandro Rodrigues e Paulinho (Thiago Corrêa). 

Gols: Leandro Rodrigues.

FONTE: wwwclubeesportivo.com.br

segunda-feira, 20 de janeiro de 2014


Esportivo estréia carimbando as faixas do Pelotas
Time do técnico Emerson Ávila venceu o Lobão por 3 a 2, em jogo muito disputado.


Esportivo foi valente e venceu o Pelotas no finalzinho
Numa partida com muitos altos e baixos, o Esportivo venceu o Pelotas por 3 a 2 e largou com três pontos no Gauchão 2014. A partida foi realizada na tarde deste sábado, 18, no Estádio Antonio David Farina, em Veranópolis, devido à perda do mando de campo do time de Bento Gonçalves. Os gols do Alviazul foram marcados por Igor (duas vezes) e Ulisses. Felipe Garcia e Jeferson descontaram para o Lobão da Zona Sul.
O jogo começou muito truncado e o forte calor fez com que boa parte do primeiro tempo fosse sem emoções. Porém, os cinco minutos finais da primeira etapa seriam eletrizantes. O Esportivo não deu chances ao Pelotas, que vinha da conquista da Recopa Gaúcha, e abriu logo 2 a 0, que poderiam ter sido três. Aos 41 minutos, Clayton fez grande jogada pela direita, cruzou para Afonso que chutou forte, o goleiro Paulo Sergio defendeu e, no rebote, Igor tocou para o fundo das redes. A bola mal saiu no meio de campo e o Alviazul já estava no ataque de novo. Aos 43, Igor, o nome do jogo, fez jogada pela direita e cruzou para Ulisses escorar no canto e fazer o 2 a 0. Mas o primeiro tempo ainda reservava mais emoções. Aos 47, pênalti para o Esportivo, que foi desperdiçado por Vinicius, em grande defesa de Paulo Sergio. Mesmo com o erro, o torcedor estava eufórico, acreditando que o Alviazul pudesse fechar o jogo com goleada.
Porém, na segunda etapa, as coisas mudaram. O Pelotas adiantou a marcação e começou a pressionar o Esportivo. Logo a um minuto, Felipe Garcia, em jogada individual, descontou para o áureo-cerúleo da Zona Sul, deixando o placar em 2 a 1. O Alviazul sentiu o gol e não segurou a vantagem por muito tempo. Aos 28, Jeferson marcou o gol de empate, para desespero dos torcedores do Esportivo. Aos 40, o Pelotas teve a chance da virada, quando Jeferson entrou sozinho na área e chutou forte, mas Damião fez o milagre e evitou o gol do Lobão. Aí, funcionou o ditado do "quem não faz, leva". Clayton fez grande jogada individual e, quando ia marcar, foi derrubado por Santiago, que acabou expulso. Igor, com categoria, foi para a cobrança e fez o gol da vitória do Esportivo por 3 a 2.
Após o apito do árbitro, houve muita reclamação por parte do técnico Paulo Porto, do Pelotas, enquanto a torcida e dirigentes do Esportivo eram só alegria. "Começamos bem. Vencemos um adversário muito difícil, que vai tirar pontos de muitas equipes fora de casa. Agora temos que rever nossos erros e melhorar para a próxima partida", disse o técnico Emerson Ávila.
O Esportivo volta a campo na quinta-feira, às 19h, contra o Passo Fundo, de Luis Carlos Winck, no Vermelhão da Serra.
Gauchão 2014 - 1ª rodada
Sábado, 18
Inter 2x0 São Luiz
Esportivo 3x2 Pelotas
Domingo, 19
São José x Grêmio - 17h (RBS TV e PPV)
Brasil-Pel x Cruzeiro - 18h
Lajeadense x Passo Fundo - 18h
Aimoré x Novo Hamburgo - 19h (TVCOM)
Veranópolis x Caxias - 19h
Juventude x São Paulo - 19h30 (PPV)

FONTE: http://www.jornalsemanario.com.br/

segunda-feira, 25 de novembro de 2013

Júlio César Nunes retorna ao Esportivo






Continuando a montagem da comissão que terá a incumbência de comandar o time em 2014, o Esportivo contrata um auxiliar e analista de desempenho para integrar o grupo técnico. O profissional terá a função de analisar os jogos do clube e dos adversários, destacando os pontos relevantes e repassando criticamente cada detalhe, e que serão discutidos em conjunto com o técnico Emerson Ávila. Estas informações terão papel preponderante na elaboração do esquema tático e na formação da equipe para cada jogo.
Para esta função de auxiliar e analista de Emerson Ávila, o Esportivo terá o retorno de Júlio César Nunes, que já trabalhou no alviazul entre 2011 e 2013, tendo participação decisiva nas campanhas vitoriosas destes últimos anos.

EC PASSO FUNDO CAMPEÃO DA COPA FGF SERRANA 2013!!!